Torah com você - O Portal de Torah

A luz espiritual no alimento

A luz espiritual no alimento

Quando um homem deseja uma certa sabedoria, o conhecimento que ele deseja adquirir é comparado com [chamada pelos cabalistas de] a Luz envolvente, uma vez que é externa ao homem.

 · 2 min read

Quando um homem deseja uma certa sabedoria, o conhecimento que ele deseja adquirir é comparado com [chamada pelos cabalistas de] a Luz envolvente, uma vez que é externa ao homem. Na medida que o homem refina sua compreensão sobra respectiva sabedoria, ela "entrará" gradualmente em sua compreensão tornando-se interior.


Nossos Chachamim [Sábios da Torah] explicam que o desejo do homem em relação a esse conhecimento cria uma necessidade que ativa sua vontade. Assim, o homem será forçado a refinar sua mente, seu discernimento, para finalmente alcançar seu objetivo desejado. Quando isso é alcançado, essa sabedoria se torna interna e os limites desaparecem, uma vez que o homem e a sabedoria são unificados.


Todo o sistema da Torah e mitzvot [preceitos Divino] age, em última análise, de acordo com o relacionamento que temos com o desejo, o material, o sensorial e o corporal. Ao transformar o aspecto animal e instintivo que existe no homem, conseguimos forjar o vaso adequado para conter os graus mais elevados, isto é, o espiritual por excelência.


De acordo com o que o homem manifesta [ou seja, através de seus sentidos], conheceremos seus desejos e aspirações. Então, por exemplo; na boca, existem dois aspectos que agem na direção oposta, sendo a palavra o que sai da boca e a comida que nutre o homem que entra através dela.

Assim como temos leis e códigos espirituais sobre o que vem e passa pela boca [kashrút física através da abstenção de certos alimentos, e kashrút espiritual evitando calúnias e mentiras, etc.]. O mesmo vale para a percepção, pois geralmente ajo de acordo com o que penso e sinto. Como nosso mundo emocional e mental é poderosamente influenciado pelo que vemos e ouvimos, é de vital importância para nossa vida espiritual que nosso kashrút [leis de alimentação judaica] não se restrinja apenas à dieta alimentar, mas também preste atenção ao que é o "alimento" que nutre a emoção e mente. O homem deve estar ciente dos objetivos que o conduzem em cada um de seus atos.


Quando estes conflitos, ou seja, quando a pessoa toma consciência no plano físico deste fator tão importante, isto é resolvido internamente. Ele não desce para os domínios do tempo e do espaço, mas encontra harmonia no plano espiritual. Agora entendemos o quão importante é alimentar-se e saber quais alimentos nutrem de forma plena nosso corpo e alma.


Sabe-se que as mitsvot [preceitos da Torah] causam mudanças em todos os aspectos da vida.


- Adaptado dos ensinos do R. Haim David Zukerwar zl


Rabino Eliahu Hasky

Conheça meus canais: ⚡️ | linktr.ee/rabinoeliahuhasky

1 comment
Josué Lima January 29, 2022

Shalom, Rabino Eliahu Hasky! Excelente introdução!

Add Comment