Torah com você - O Portal de Torah

O poder da caridade

O poder da caridade

Rabino Yitzhak disse: “Quem dá uma moeda a um pobre é abençoado com seis bênçãos, mas quem o encoraja moralmente com palavras é abençoado com onze bênçãos”.

 · 3 min read

Rabino Yitzhak disse: “Quem dá uma moeda a um pobre é abençoado com seis bênçãos, mas quem o encoraja moralmente com palavras é abençoado com onze bênçãos” - (Baba Batra 9B)


Há muitas coisas boas que os sábios disseram sobre a tsedaká, tais como: Que quebra as sentenças ruins que a pessoa decretou, salva até da própria morte, fornece um nível melhor no mundo por vir, ajuda as orações a serem ouvidas pelo Criador e muito mais.


Mas o Talmud esclarece que dentro do mesmo Mitzvah (Preceito) existe uma ação, ainda mais valiosa do que dar dinheiro e que a ação é encorajar o parceiro com palavras!


Isso significa que, mesmo sem ter dinheiro, você pode cumprir o preceito sagrado da tsedaká com qualidade ainda maior! Ouvir nosso próximo e viver suas tristezas com ele é mais importante do que fornecer-lhe ajuda monetária. "O favor é maior do que esmolas", diz o Talmud no Tratado de Sucá 49A.


A esse respeito, o grande Sábio Meharshá comenta que isso ocorre porque a esmola ajuda o corpo dos necessitados, enquanto o favor (ouvir e encorajar o outro) ajuda diretamente o espírito e reanima aquela alma quebrada e desmoralizada.


[Lech Lechá] O Mundo caminha para o desastre? O que está acontecendo com o mundo?


Talvez haja quem posso dizer: onde está o progresso aparente do mundo? Eu só vejo o mundo se degradar. O mundo não parece estar crescendo em santidade: é exatamente o contrário disto que parece estar acontecendo. Contudo, é uma avaliação superficial.


Os mais familiarizados com a Sabedoria da Torah sabe que o mundo não se move conforme sua vontade própria. Ele é moldado segundo a Providência Divina. Aquilo que na superfície parece ser um declínio é – embora oculto – uma parte do contínuo processo de transformação no qual trabalhamos neste mundo sempre que dedicamos os nossos esforços, nossos atos e ações à Torah e à vontade de D’us.


Em outras palavras, constantemente o mundo se torna mais elevado e refinado [i.e., retificado]. Não há fatos mais claros que nos mostram com clareza exatamente estes conceitos, como os que nos revela a vida de Avraham. Perceba que tal como foi o destino de Avraham foi o destino final dos bnei Israel, assim também é o nosso. A descida de Avraham ao Egito foi na verdade o prenúncio de sua vitoriosa subida rumo à auto realização, que é o serviço a D’us [uma preparação para a redenção de Am Israel].


Nossa galut [exílio] tal como foi o de Avraham, é uma preparação para a Redenção Final. E a Redenção que seguirá depois nos levará a um estado ainda mais sublime, mais elevado do que aquele que poderíamos ter alcançado sem a galut. Como revelaram os sagrados profetas [Hagai 2: 9]: “Maior será a glória desta última morada [referindo-se ao primeiro Templo e ao Templo da Era Messiânica]”.


Pois então veja que o mundo caminha para algo mais sublime e mais elevado [ainda que possa estar oculto]. Perceba também o quanto você cresceu em meio ao seu sofrimento, pois se você se sente feliz hoje, foi porque você passou por cima de toda situação aparentemente difícil. Você não deve parar porque simplesmente não ocorreu como você achava que deveria ser ou por você não conseguir enxergar, talvez, uma saída para o mundo e consequentemente para você. Olhe para a frente e continue, pois você é, não só hoje, parte integrante de uma linda história que está sendo construída há milhares de anos. Até aqui, Chazack U’Baruch.


- Com base e mLikutei Sichot, Vol 5. R. J. Sacks


Rabino Eliahu Hasky

Conheça meus canais: ⚡️ | linktr.ee/rabinoeliahuhasky

No comments yet

No comments yet. Start a new discussion.

Add Comment